segunda-feira, 14 de maio de 2018

Verdadeira Autoestima

Sempre quis construir minha autoestima baseado em mudança. "Eu vou me amar quando: for mais magra, mais espontânea, menos tímida, mais inteligente, etc" Ou "vou cortar/pintar o cabelo pra me sentir feliz".
Demorou quase 30 anos para entender que a autoestima está relacionada a ACEITAÇÃO.

Agora eu percebo como a falta da autoestima me prejudicou por toda a minha vida. Prejudica até hoje para falar a verdade.  Prejudicou a forma como eu me vejo e como os outros me vêem.
Até hoje percebo que às vezes sou rotulada de tonta, sonsa, lerda, estranha e talvez incapaz. A falta de confiança que tenho em mim fica bem clara a quem me observa.  Graças a Deus, isso já melhorou bastante. Eu estou trabalhando minha aceitação, e minha autoestima. Sempre soube meus defeitos, agora estou descobrindo minhas qualidades.

Ser introvertido faz diferença na nossa vida. Você pode ser rotulado como egoísta, estranho, anti-social. Eu sempre lutei contra minha personalidade para agradar outros. Querer agradar outros também está ligado a sua baixa autoestima, você tem essa necessidade de aceitação alheia porque não se aceita. Isso só nos afunda.  Se ame, se respeite! Eu amo as pessoas, gosto de estar com elas. Mas é preciso equilíbrio, eu sei que eu preciso de um tempinho pra mim, é como eu recarrego as energias.

A baixa autoestima também faz com que você não confie nas suas habilidades. Então você tem medo. Medo de errar, porque "tudo dá errado comigo".  Aí você não tenta, e se tenta demora muito pra realizar pensando demais em como não fracassar. Ah... e também não fala o que pensa porque pensa tanto antes que acaba perdendo a oportunidade.
 Livre-se desse peso. Livre-se da necessidade que outros te aceitem. Livre-se do medo de errar, de falar, de se expor. Apenas liberte-se. Você não é pior que os outros. Nem melhor. É um ser humano que como todos os outros merece respeito, merece ser ouvido e levado em consideração. Merece ser amado.

Hoje estou trabalhando a minha auto-aceitação por:

  • Lembrar das minhas conquistas.
  • Pensar nas coisas que sei e como elas podem contribuir para a vida de outros
  • Ver a beleza em mim
  • Ver a bondade em mim
  • Cuidar-me com mais carinho
  • Reconhecer que sou amada, ver que há pessoas incríveis na minha vida, e que me escolheram.
  • Amar tudo que tenho, desde coisas materiais a relações, amar o que faço, não olhar para o que não possuo, não criar expectativas. Amar o agora.
Agora pra finalizar uma indicação maravilhosa pra vocês:

Veja o documentário "Embrace". Ele vai passar aqui toda vez que eu precisar de uma forcinha pra lembrar o meu valor. É maravilhoso. Muitos exemplos de mulheres incríveis que descobriram que são muito mais que um corpo, que a vida tem muito mais valor. A qualidade da sua vida. Não a sua aparência.


sexta-feira, 27 de abril de 2018

Blogs inspiradores #1: Jardim do Mundo

Conheci esse blog a muito tempo.  E me apaixonei de cara. Quando conheci o blog o devorei. E os meus posts preferidos foram lidos algumas vezes.

Então se você se interessa pelo meu conteúdo, certamente vai amar o conteúdo deles. É uma página incrível, fotos lindas, enfim... daqueles blogs que eu vejo e penso "Quando crescer quero ser igual a você".

Um dos meus objetivos ainda não alcançado é colocar mais fotos por aqui. Até porque eu amo fotografar e quase não me dedico a isso. Só tenho meu celular para tirar fotos, mas tudo bem... ninguém aqui tá esperando algo profissional de mim, né? kkkkk

Vamos a alguns posts que eu recomendo(recomendo o blog todo! Mas vamos selecionar uns preferidos aqui):


E esse último eu vou colocar separado, é um que eu achei super interessante, embora não faça parte da minha realidade ou da sua, mesmo que talvez não seja uma possibilidade. Mas ainda assim eu achei inspirador.  Quando você descobre que há pessoas que vivem de forma autônoma você começa a perceber maneiras de adaptar algumas ideias.

As dicas no post abaixo são de viver praticamente sem dinheiro.  Se despertou sua curiosidade vai lá:

Estou reduzindo a quantidade de informação que consumo. Aos poucos. Então fiquei com a leitura apenas dos meus blogs preferidos, os quais considero maravilhosos. E sigo no Instagram quem eu gosto também, não perfis que me façam sentir mal, quase não entro no facebook. Então, nada mais justo que fazer uma série de posts sobre os blogs do coração. Serão intercalados com o meu conteúdo.

Até mais, pessoal!

sábado, 21 de abril de 2018

Aceite o fato: Não é só querer! Aceite-se

Vim aqui fazer esse post rapidinho só pra te contar que isso:

NÃO É SÓ QUERER! NÃO É SÓ ESTUDAR OU MALHAR OU FAZER DIETA OU TRABALHAR DURO.

Pronto...
Pequena explicação:

É lindo histórias de pessoas que se superaram. Jovens que vieram da favela, estudaram muito e conseguiram passar para faculdades federais ou até conseguiram bolsas para estudar no exterior. Gente que emagreceu 30 quilos e ficou malhado. Gente que teve uma ideia inovadora e saiu da pobreza. Lindo... mas não é a realidade de todos.  Há pessoas que nunca terão a inteligência formal para estar entre os primeiros na classificação da faculdade e dos concursos públicos, todos sabemos que não basta passar, tem que ficar nos primeiros lugares.  Há biotipos que jamais serão magros, e talvez só serão a custa de muita privação e sofrimento físico e mental.  

VOCÊ É VALIOSO. SEJA SUA MELHOR VERSÃO. MAS SE AME E SAIBA QUE NÃO É PRECISO ENTRAR NESSA CORRIDA LOUCA QUE PODE NÃO DAR EM LUGAR ALGUM.

Não diga pro seu filho que ele consegue se quiser. Que tudo é possível. Ensine que ele pode ser feliz sendo o melhor que ele pode ser.  Nem exija isso de si mesmo.
O que você é já basta. Procure melhorar, mas saiba que nem sempre quem não passa é por que não estudou. Ou que é gordo porque quer e é descuidado. Ou que não sai da pobreza porque não se esforçou o suficiente. Sejam bondosos. A vida não é assim. A meritocracia é uma mentira, porque não pedem de nós aquilo que temos de melhor...
Cuide de seu caráter. Melhore a si mesmo. Mas não esqueça de ser feliz nesse processo.

A felicidade é o caminho e não a chegada.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Cansei! Reduzindo preocupações (saúde e outras coisas)

Vou contar uma coisa pra vocês. Eu andei meio obcecada. E pra quem quer viver assim bem de boa, devagar, isso atrapalha. Às vezes queremos saber demais. Queremos ter certezas sobre o que é melhor. Mas quando a questão é saúde, há tantas controvérsias, há dinheiro envolvido, há tantas coisas. E no fim, nem tudo funciona pra todo mundo.

Enfim... para viver leve e saudável, eu vou:
Ir ao sacolão e pensar em coisas diferentes pra trazer pra casa. Deixar bem colorido!
Frutas para lanches
Polivitamínico
Mais exercício!
Mais água

Pra isso não precisa de pesquisas... é só fazer comida de vó mesmo.

Vou contar o que aconteceu comigo. Nesse último mês estive muito mal. Acho que nunca fiquei tão doente. Mas porque a surpresa?
Estou praticando Pilates, e havia mudado drasticamente a alimentação. Estava comendo bem certinho. Gastava um bom tempo pesquisando e fazendo coisas relacionadas a isso. Assisti muitos documentários sobre alimentos. Levava frutas e água pro trabalho, recusei até a lasanha da minha mãe. Amo doces, cortei também. Estava com uma alimentação basicamente vegetariana(comia ovos e derivados de leite) e baseada em produtos de sacolão... frutas, legumes e verduras. A minha alimentação veio melhorando no decorrer do tempo. Antes comia tudo. Depois cortei coisas muito artificiais. Só tomo suco da fruta, uso temperos naturais, reduzi frituras.
Mas aí fiquei bem mal. E o que deu nos exames? Deficiência gravíssima de vitaminas, colesterol e triglicerídeos altos.
Ah... pera aí! Eu me cuidei e piorei. Tem gente aí que leva uma vida louca e não fica mal como eu.
Emagreci quando não me preocupei. Vivia mais antes de descobrir a fibromialgia. Continuei piorando independente de ter renunciado a certos prazeres e nem emagreci.

Então quer saber? Vou sim comer frutas, verduras e legumes. Mas não vou me privar de nada bom. Com equilíbrio.
E CHEGA DE DOCUMENTÁRIOS! Ah... me fazem mal. Trazem informações nem sempre confiáveis, e mesmo que sejam confiáveis eu posso ficar doente mesmo seguindo seus conselhos.
CHEGA DE NEURA!!!
Falando sobre documentários.... decidi parar com todos no momento.

A única coisa que pretendo é quando meu tratamento acabar ficar tomando polivitamínico e poliminerais. Pra evitar voltar essa anemia.
E aumentar exercícios... isso sim parece-me muito importante. Pilates duas vezes na semana não basta. Quero aumentar minha resistência com algum exercício aeróbico e chegar a atividades de alto impacto.

Sempre associei autoestima ao meu peso. E mesmo quando eu pesava 53 kg aos 15 anos, não achava bom. Autoestima é igual felicidade. Vem de dentro.
Projeto: "Em busca da autoestima verdadeira"

Seja feliz!
***
Escrevi a uma semana o post acima...
Comecei a pular corda em casa. Tenho mini infartos... rsrs... brincadeirinha. Mas sim, não paro quando fica difícil, eu vou forçando os limites... ainda tô muito sedentária, mas já vejo diferença... não no meu corpo, mas na minha resistência.
Como não estou restringindo minha alimentação, decidi diversificar bastante. Tô encontrando até mais prazer em cozinhar.
Ah... e já comecei a tomar um polivitamínico. E estou me sentindo bem melhor.


sábado, 7 de abril de 2018

Estabeleça prioridades



" Só tenho tempo pras manchetes no metrô
E o que acontece na novela, alguém me conta no corredor,
Escolho filmes que eu não vejo no elevador
Pelas estrelas que eu encontro na crítica do leitor...
(...)
Eu tenho pressa e tanta coisa me interessa, mas nada tanto assim.
(...)
Eu sei de quase tudo um pouco e quase tudo mal"
Kid Abelha

Essa música sempre me definiu.
Meus interesses:
Idiomas
Jardinagem
Literatura
Cinema
Pedagogia
Fotografia
Gastronomia
E acima de tudo isso e mais importante que tudo tenho minha vida espiritual.

Eu posso querer me dedicar a tudo, mas não dá. Antes eu colocava tudo na minha rotina, todas essas coisas. E não dava certo. Nunca deu. Ter muitos objetivos é angustiante. Exaustivo. É preciso buscar a sua essência, o mais importante pra você. Eu não coloco aqui o cuidado com a saúde, porque sem saúde não se faz nada. Mas vou falar sobre isso depois, isso também eu estou levando de forma mais leve. Não dá pra ter milhares de prioridades. Então decidi minhas prioridades... a minha vida espiritual, o estudo da Bíblia e como estou trabalhando como intérprete o aprofundamento do conhecimento em Libras.
Essas serão as minhas prioridades para questões de aprendizagem e uso do tempo, não vou tentar aprender tudo que está a minha frente. Não vou ficar consumindo milhares de informações pouco úteis.

Claro que quero viver leve... então estabelecendo alvos realísticos e excluindo as perdas de tempo, você consegue fazer essas coisas e cuidar de si, de sua alimentação, exercício, porque essas são as coisas normais da vida, que não podem ser deixadas de lado.

É melhor você ser especialista em algo do que saber pouco de muito. Aí sim você pode se destacar e conseguir fazer coisas significativas.

Não dá pra viver tudo. É preciso fazer escolhas para se viver melhor. Já temos nossas obrigações diárias com nossa casa, nossa família. Temos que valorizar o tempo com os amigos. O tempo com quem amamos. É preciso desacelerar. Ter foco ajuda... é mais fácil ir devagar quando o foco está dividido pra pouca coisa, ou apenas uma.

Como hobbie eu vou pegar o violão, vou continuar adquirindo plantas que me acalmam, vou ler. Mas sem cobranças, no tempo vago, como hobbie. Não como obrigação. Como obrigação(e obrigação prazeiroza), apenas as duas mencionadas. Só.

Então, se posso te dar um conselho é:
Descubra o que é importante. E foque nisso!

Pedacinho do livro "O essencialista"


Beijinhos e até a próxima!

segunda-feira, 26 de março de 2018

Prazeres: Beleza e limpeza

Todos nós nos sentimos felizes, ou satisfeitos, nessas situações:

  • Em um local limpo
  • Em um local organizado
  • Após um banho
  • Com roupa recém lavada cheirosa
  • Ao abraçar um cachorrinho ou gatinho limpinhos
  • Ao abraçar uma pessoa perfumada
  • Ao estar no meio de plantinhas
  • Observando coisas coloridas e bonitas
  • Vendo fotos
  • Vendo objetos que tem significado pra nós
  • Quando estamos arrumadas(os), e nos sentimos bonitas(os)
Pensando nessas coisas estou com uns projetos baratinhos aqui pra minha casa. Minha humilde residência é bem humilde, mas isso não me impede de espalhar umas fotos. Colocar os instrumentos a vista na parede e não num canto no chão dentro das capas(onde estão agora). Comprar umas plantinhas, trazer umas lá de fora pra cá(já tenho duas, mas quero encher a casa de verde), espalhar as flores por mais vasos e mais lugares...

Vi neste vídeo a frase de uma designer de interiores, Elise de Wolfe:

"Eu vou fazer tudo a minha volta bonito, essa será a minha vida."

Pensei: É mesmo... me sentir bonita e fazer as coisas ao redor bonitas, isso contribui para a felicidade. Para a minha, do meu marido, o bem estar daqueles amigos que eu estou querendo receber mais.
Não precisa de muito. Só dar uma certa personalidade ao ambiente.

Inspirações:

(Imagens retiradas do Google, se for sua me diga que eu coloco os créditos)




terça-feira, 6 de março de 2018

Repita comigo: "Ficar triste ou estressada não ajuda a resolver o problema"

Semana passada jogaram com a minha ansiedade. A coordenadora do meu trabalho disse que eu deveria ir a secretaria de educação na segunda-feira e me disse que não podia me contar o assunto. De início pequena crise de pânico. Depois me acalmei... mudanças na vida são muito estressantes pra mim.  Mas isso não me ajuda EM NADA.  Só me faz perder vida e talvez coisas boas venham. Então vamos viver, né? E o que vier tem que ser aceito, se são coisas que não podemos mudar. Então o que não tem remédio, remediado está.
Se for bom, ótimo! Se for ruim, aprendizado.

Ontem outro problema. Familiar. Ainda não está resolvido. Mas estou tentando acalmar meu coração,acalmar os outros também. Quando eu fico nervosa eu não ajudo ninguém. Então, eu vou acalmar meu coração, pra poder ajudar os outros. Sem me afetar.

Nós tornamos nossa vida muito mais difícil.   Vamos facilitar? Facilite, simplifique, não sofra pelo que não controla. Controle o que puder. Com serenidade.

Nem tudo que acontece nós podemos controlar. Mas podemos controlar nossos sentimentos. Nossa atitude em relação ao problema. E isso é o que importa. Não o que acontece fora de você. Mas o que acontece dentro.
***
Mudando de assunto...

Sigam lá no Instagram. Pretendo começar a compartilhar um pouco mais na minha história lá. Sobre saúde e fibromialgia, alimentação e minimalismo.